quinta-feira, 25 de março de 2010

Filosofar...

Li este texto por acaso... E achei divino! Amo Martha Medeiros! :)

Filosofar em português
Martha Medeiros - ZH - 30 de setembro de 2001 - revista Zh donna 3
Um projeto de lei recém-aprovado pela Câmara propõe a volta das disciplinas de filosofia e sociologia ao currículo do Ensino Médio. Há rumores de que o presidente Fernando Henrique Cardoso não sancionará o projeto, preocupado que está com medidas mais prioritárias. Eu só me pergunto o que será mais prioritário do que estimular as pessoas a pensar.
Caetano Veloso diz em uma de suas músicas que está provado que só é possível filosofar em alemão. Pudera. Nossa pátria, nossa língua, é escrita e falada por pessoas educadas pela televisão, que recebem tudo editado, traduzido e mastigado. Não há dúvida de que nossos estudantes pensam: se o coroa vai liberar o carro para o fim de semana, se a gata vai continuar fazendo jogo duro, se esse tal de Osama Bin Laden vai melar a viagem pra Califórnia. Pensam coisas sérias também. Pensam no futuro, pensam em realizar sonhos, pensam nos seus ideais. Mas pensam estimulados pela Fernanda Lima, pelo Luciano Huck e pelo Renato Russo. Pensam estimulados até por mim, que mantenho uma significativa percentagem de leitores jovens.
É pouco. Muito pouco. É bacana ter ídolos, mas Platão e Aristóteles, esses caras sem rosto e sem idade, que nunca empunharam um microfone, têm o poder de ampliar o campo de atuação dos neurônios. Dizem que a gente só utiliza 5% do cérebro. Filosofar é a puxação de ferro que nos possibilita aumentar esse índice.
Qualquer idéia que permita maior rendimento escolar e melhor aproveitamento da vida precisa ser recebida com tapete vermelho. Quantas coisas idiotas aprendemos na escola que não nos servem pra nada? Que utilidade há em saber o símbolo químico do alumínio, a não ser para se dar bem no Show do Milhão? Filosofia é pensamento. Mais do que isso, liberdade. Mais ainda, descoberta. Definitivamente, evolução.
Pode parecer uma matéria cacete, daquelas que convidam para uma bela matada de aula. Mas não é. Pensamento é aula prática, aplicável no dia-a-dia. Preenche mentes desocupadas (ou ocupadas com bobagens) de idéias consistentes, que levam a conclusões humanistas e libertárias. Fernando Henrique, como sociólogo de profissão e filósofo de ocasião, deveria assinar embaixo de uma vez. Parece um projeto aristocrático, mas é justamente o contrário. Estimular a pensar é política popular.

2 comentários:

Jess Q. disse...

não vou mentir... acho filosofia um SACO, mas reconheço sua importancia e concordo (assinando embaixo) esse texto incrivel!! Desde que entrei para um universidade de ciencias humanas, entrando num universo totalmente diferente do meu (eu fiz colégio tecnico em informatica, não sabia o que era sociologia ate entrar na faculdade! kkk), me sinto muito mais preparada e consciente para tomar decisões e refletir sobre coisas importantes da vida, porque veja, acho que estou começando a aprender a pensar... por mim mesma...

Hi Girl disse...

Oi tudo bom?
Estou sempre por aqui conferindo as novidades, mas agora preciso da sua ajuda!
Minha FRASE foi selecionada para um concurso e agora está em votação para ganhar um NETBOOK, por favor, poderia me ajudar a ganhar este presente?
É só clicar aqui http://migre.me/Evby (link encurtado) votar na @sahvianna!

MUITO OBRIGADA A VOCÊ QUE AJUDAR! CONTE COMIGO!!!